quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Oficinas sobre o Acordo Ortográfico: avanços e ranços

Hoje, dia 26 de fevereiro e amanhã, dia 27, em duas cidades no interior de São Paulo: Américo Brasiliense e Palmital, respectivamente. Vou ministrar oficinas sobre o Acordo Ortográfico para professores desses municípios.

2 comentários:

  1. Gabriel levando a luz da Nova Ortografia pra todo lado. Muito bom mesmo!
    E é impressão minha, ou os jornais e revistas estão lançando mão do "Localizar e Substituir" do Word para os ditongos éi-ói, sem atentar se são paroxítonas? Como você apontou na Eliane Catanhêde, vi muitos desses erros no Estadão (papel) e na Época (virtual).
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Júlio César Ramos7 de maio de 2009 14:47

    Bendito bem-dito. Ao utilizar exemplos de hífen em compostos em um curso sobre a nova ortografia, utilizei vocábulos retirados do livro O que muda com o novo acordo ortogáfico, de Evanildo Bechara, para um ditado, com a finalidade de fixação de conteúdo.Quando mencionei bem-dito e bem-dizer, exemplos do referido livro, os alunos, agora sei que com razão, não aceitaram os referidos exemplos. Resumindo: O VOLP registra bendizer e bem-dizer e não registra bem-dito, que o Bechara registra mas não ressalta a dupla grafia.
    No guia da nova ortografia da revista Língua Portuguesa, nas "palavras de cada área", no glossário de educação, peguei a palavra sub-diretor, que na realidade foi escrita incorretamente, quando deveria ser subdiretor.Imaginem a situação de quem tem que explicar isso aos alunos. Imaginem quem não usa como referência o Bechara ou a Revista Língua.

    ResponderExcluir